Livraria Vida Económica
Livraria Vida Económica
Redunicre MastercardVerified by Visa
PayPal Logo
Objetivos de curto prazo das empresas familiares

Reflexões sobre Empresas FamiliaresOs objetivos de longo prazo são relevantes, em especial quando comparados com os retornos financeiros de curto prazo; contudo, as empresas familiares, tal como as outras, definem e perseguem também metas de curto e médio prazo.   Esta coexistência de momentos temporais distintos não apresenta qu...

ver mais
Empresas não indicam beneficiário efetivo. Multa poderá chegar aos 50 mil euros

Num universo de quase 591 mil empresas que tinham de registar o beneficiário efetivo, apenas 384 mil cumpriram essa obrigação, esclarece o Ministério da Justiça. Depois de o prazo ter sido prorrogado duas vezes, as empresas constituídas antes de outubro de 2018 tinham de registar, até 31 de outubro deste ano, quem é...

ver mais
Dedução à coleta para segundo dependente duplica em 2020

IRSA dedução em IRS para famílias que tenham um segundo filho até aos três anos, irá aumentar em 2020. Para estas famílias, além da dedução fixa de 600 euros por dependente, existe atualmente um “bónus” de 126 euros por criança com menos de três anos.O objetivo agora é...

ver mais
Pequenas e médias empresas

IRCO Orçamento do Estado para 2020 irá apoiar Pequenas e Médias Empresas (PME). Trata-se da subida em 20% do teto dos lucros reinvestidos que as PME poderão deduzir no IRC.O executivo quer melhorar o regime que permite às sociedades deduzirem à coleta do IRC os lucros retidos e reinvestidos, passando o limite máximo dos a...

ver mais
Candidaturas ao StartUP Voucher 2019

IncentivosO período para apresentação de candidaturas ao StartUP Voucher 2019 encontra-se a decorrer desde o dia 26 de julho de 2019 e terminará  no 26 de novembro de 2020, até às 18:00 (hora local de Portugal Continental), com candidaturas em contínuo, obedecendo a quatro datas:26 de novembro de 2019, 18:00 (hora local d...

ver mais
Jurisdições fiscais não cooperantes

Combate à evasão fiscalO Conselho da União Europeia (UE) concordou em retirar o Belize da lista da UE de jurisdições fiscais não cooperantes. Na mesma reunião, a 8 de novembro, considerou também que a República da Macedónia do Norte cumpriu todos os compromissos em matéria de cooperaçã...

ver mais
  
 
«  
 
  »
Ebook - Classe 1 - Meios Financeiros Líquidos

€ 12,20 (IVA incl.)

Ebook - Classe 1 - Meios Financeiros Líquidos

Eduardo Sá Silva e Carlos Martins

O livro inclui um conjunto de aplicações práticas que ilustram uma aplicação diária da Contabilidade no quotidiano das empresas e empresários.

Conheça também o "Classe 2 - Contas a receber e a pagar"

 

Pontos com VidaAo adicionar este produto poderá acumular 12 pontos com vida. Ao finalizar esta encomenda poderá acumular 12 pontos com vida que poderão ser convertidos num vale de € 1,20.


  • Ebook - Dicionário de Gestão
    € 13,70
  • Ebook - Classe 2 - Contas a receber e a pagar
    € 14,60
  • Ebook - Demonstração de Fluxos de Caixa
    € 16,25
  • Ebook - Finanças e Gestão de Riscos Internacionais
    € 14,60

Uma obra de leitura obrigatória para a compreensão da importância dos meios financeiros líquidos e um importante auxiliar para a aplicação prática das questões doutrinalmente previstas.

O livro inclui um conjunto de aplicações práticas que ilustram uma aplicação diária da Contabilidade no quotidiano das empresas e empresários.

A grande experiencia não só da academia contabilística, mas também da vida prática da contabilidade do autor da obra, é garantia do seu valor e da sensibilização que os académicos e os práticos da contabilidade têm do grande desafio que a todos foi colocado com a introdução do SNC na organização contabilística portuguesa.

Público-alvo: uma obra fundamental para estudantes, profissionais da contabilidade e público em geral.

Índice Geral

INTRODUÇÃO

I. CLASSE 1 – MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS

I.1 – NORMAS RELEVANTES

I.2 – RECONHECIMENTO

I.3 - COMPARAÇÃO SNC VS POC

I.4 – DETALHE DAS CONTAS

I.4.1 – CONTA 11 – CAIXA

I.4.1.1 – Fundo Fixo de Caixa

I.4.1.2 – Transferências de Caixa

I.4.1.3 – Meios de Moeda Expressos em Moeda Estrangeira

I.4.1.4 – Conferência Folha de Caixa

I.4.1.5 – Comentário Fiscal

I.4.2 – CONTA 12 – DEPÓSITOS À ORDEM

I.4.2.1 – Exemplos de Aplicação

I.4.2.2 – Conciliação Bancária

I.4.3 – CONTA 13 – OUTROS DEPÓSITOS BANCÁRIOS

I.4.4 – CONTA 14 – OUTROS INSTRUMENTOS FINANCEIROS

I.4.4.1 – Conta 141 – Derivados

I.4.4.2 – Conta 142 – Instrumentos financeiros detidos para negociação

I.4.4.3 – Conta 143 – Outros activos financeiros e passivos financeiros

(justo valor através de resultados)

I.4.4.4 – Mercado de Futuros

I.4.4.5 – Contratos de Futuro

I.4.4.6 – Opções

I.4.4.7 – Swaps

I.4.4.8 – Exemplos de aplicação

I.4.4.8.1 – Futuro – Contratos de compra

I.4.4.8.2 – Futuro – Contrato de compra com aquisição de activo

I.4.4.8.3 – Futuro – Contrato de cobertura de risco de câmbio

I.4.4.8.4 – Opção – Contrato de compra de uma opção de compra

I.4.4.8.5 – Opção – Contrato de venda de uma opção de compra

I.4.4.8.6 – Swap – Contrato de swap de taxa de juro

I.4.4.8.7 – Swap – Contrato de cobertura da variabilidade da taxa de juro

I.4.4.8.8 – Instrumentos financeiros detidos para negociação

– Aquisição de acções, alteração no seu justo valor e venda

I.4.4.9 – Comentário Fiscal

I.5 – DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

I.5.1 – MÉTODO DE RELATO DOS FLUXOS DE CAIXA

I.5.2 – EXEMPLOS DE APLICAÇÃO

I.5.2.1 – Exemplo 1

I.5.2.2 – Exemplo 2

I.5.2.3 – Exemplo 3

I.6 – AUDITORIA AOS MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS

I.6.1 – O CONTROLO INTERNO

I.6.2 – MEDIDAS DE CONTROLO INTERNO NA ÁREA DOS MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS

I.6.2.1 – Recebimentos

I.6.2.2 – Pagamentos

I.6.3 – OBJECTIVOS DA AUDITORIA

I.6.3.1 – Caixa

I.6.3.2 – Depósitos à Ordem e Outros Depósitos Bancários

I.6.3.3 – Outros Instrumentos Financeiros

I.6.4 – PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA

I.6.4.1 – Caixa

I.6.4.2 – Depósitos à Ordem e Outros Depósitos Bancários

I.6.4.3 – Outros Instrumentos Financeiros

I.6.5 – OS MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS E A AUDITORIA INTERNA

I.6.5.1 – A Importância do Controlo Interno

I.6.5.2 – Fraudes

I.6.5.3 – Erros

I.6.5.4 – Irregularidades

I.6.6 – PRINCÍPIOS ÉTICOS A SEREM OBSERVADOS NA AUDITORIA DOS MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS

CONCLUSÃO

BIBLIOGRAFIA

ÍNDICE DE QUADROS

Quadro I.1 – Contas POC Correspondência Contas SNC

Quadro I.2 – Classe 14 Contas SNC Correspondência Contas POC

Quadro I.3 – Pressupostos de Controlo Interno

  • Autor(es): Eduardo Sá Silva e Carlos Martins
  • ISBN: 978-972-788-384-4
  • Peso: 0.568 Kg
  • Data de Edição: Janeiro 2011
  • Editor: Grupo Editorial Vida Económica
  • Idioma: Português
  • Medidas: 17 x 23,5 cm
  • Nº de páginas: 144

Eduardo Manuel Lopes de Sá e Silva é doutorado em Ciências Económicas e Empresariais, pela Universidade da Corunha, Espanha, licenciado e mestre pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Exerce funções de docente no Ensino Superior, sendo orientador de diversas dissertações de teses de Mestrado e Doutoramento, nas áreas de Contabilidade e Gestão Financeira. Igualmente exerce funções de técnico oficial de contas, revisor oficial de contas e consultor financeiro numa instituição de crédito.

Carlos Alexandre Quelhas Martins, Bacharel em Contabilidade e Administração e Licenciado em Gestão Financeira pelo ISCAP, Mestre em Contabilidade e Auditoria pela Universidade Aberta e Doutorando em Gestão, vertente Contabilidade, na Universidade Portucalense. Exerce funções de docente no Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) e na Escola Superior de Ciências Empresarias de Valença (ESCE). Exerce igualmente funções de técnico oficial de contas, perito contabilista e consultor.

Pesquisar

Login

Bem Vindo, Entrar(login)

Carrinho  

(Vazio)

Catálogo Virtual